Cultura

Cultura

A cultura é outro pilar importante nos processos de desenvolvimento sustentável e equilibrado de uma comunidade. Também não apenas na sua dimensão lúdica / de lazer, mas igualmente enquanto espaço de realização social, enquanto processo tanto de valorização identitária quanto de relacionamento com o outro, e enquanto potencial de criação de empregos, geração de rendimentos e contribuição para o crescimento económico. O Homem é cultura e o próprio processo de desenvolvimento é, em si, um ato de cultura. Nenhum Governo, nenhuma Câmara Municipal estará a cumprir eficazmente o seu papel se não compreender a cultura nesta profundidade.

Nesta perspetiva, o Grupo Independente ALTERNATIVA RIBEIRA GRANDE defende que é fundamental que o município tenha uma verdadeira política para a cultura, que não se limite aos meros apoios pontuais a iniciativas de cariz cultural, sem objetivos claros nem um fio condutor da ação. Uma política desenhada e implementada com o engajamento de todos os atores da cultura e a população em geral, capaz de posicionar Ribeira Grande como uma referência nacional e internacional (porque não?) pela sua cultura rica e diversificada.

Assim, o Grupo Independente ALTERNATIVA RIBEIRA GRANDE propõe implementar as seguintes iniciativas:

  1. Elaborar e fazer aprovar uma Política Municipal para a Cultura, trabalhada com o forte engajamento dos atores da cultura do município, que estabeleça objetivos de médio/longo prazo, defina as prioridades, elencar as medidas/ações a serem implementadas no que se refere a (i) rede de infraestruturas culturais e de apoio à cultura, (ii) mecanismos e critérios de financiamento, (iii) formação e educação para a cultura (iv) programação e realização de atividades culturais e (v) mecanismos de incentivos, premiação e reconhecimento;
  2. Elaborar, todos os anos, uma Agenda Cultural Municipal, com o envolvimento de todos os atores do setor da cultura, que defina que atividades serão realizadas, quando, onde, quem, qual o orçamento indicativo e qual a comparticipação da Câmara Municipal;
  3. Implementar, ao longo do mandato, os seguintes projetos específicos na área da cultura:
    1. Projeto de incentivo a escolas e iniciativas de formação nos domínios da cultura e das artes;
    2. Promover, em parceria com o Governo, a recuperação da antiga Residência do Administrador (em Chã de Ponta do Sol) e sua transformação num Espaço Cultural e Centro de Memória;
    3. “Roteiros de Romaria” – implementar uma nova filosofia de organização e gestão das festas de romaria e de cariz religioso nas localidades, visando a sua recuperação, valorização e promoção interna e externa;
    4. “Roteiros da Música” – rede de pontos de fruição de música ao vivo no Município (bares, restaurantes, etc.), com agenda musical planeada/permanente, com mecanismo de subsídio parcial para a contratação de artistas locais;
    5. “Roteiros da Memória” – projeto de investigação, identificação, sinalização e divulgação de “pontos de memória” do Município (ex: edifícios históricos, locais de eventos históricos, etc.);
    6. “Roteiro dos Sabores” – rede de pontos de experimentação/consumo de produtos da culinária/bebidas tradicionais localizadas no Município (como restaurantes, bares, casas de pastos, pontos de venda de comidas e bebidas típicas), devidamente certificadas, identificadas com um selo próprio e promovidas com base em sistema a ser desenvolvido,
    7. “Ruas/Bairros d´Arte” – projetos de requalificação, ordenamento, reposicionamento e promoção de espaços urbanos temáticos para a arte, com o envolvimento dos moradores, abrangendo arte urbana, iniciativas de formação/capacitação, montagem de agendas de atividades pontuais ou permanentes, pontos de venda/fruição, marketing e promoção externa das ruas/bairros d´arte como produto turístico… (ex: “Ruelas Simão Salvador”, em Penha de França, “Tarrafal´arte” em Tarrafal, “Lá na Cavuquim de Tinta”, em Ponta do Sol);
    8. Desenhar e implementar estratégia de projeção/promoção internacional da Ribeira Grande através de eventos culturais: “Festival Violinos do Atlântico” (Ponta do Sol), “Atlantic Fashion Week” (Ponta do Sol), “Semana das Utopias” (Povoação), “Festival 7 Sóis, 7 Luas” (Povoação), entre outros;
    9. Criar a Banda Municipal de Ribeira Grande, em estreita ligação com a(s) escola(s) de formação musical existentes e que venham a ser criadas, com um roteiro/agenda fixa de atuação semanal (?) em diferentes pontos do município (ex: Praça de Ponta do Sol, Terreiro de Povoação, Praça de Chã de Igreja…);
    10. Dinamizar e incentivar as serenatas, com a Banda Municipal e outros grupos autónomos (ex: “Luaus de Serenata”, “Campeonatos de Serenata”, etc.);
    11. Incentivar e promover o Teatro, o Cinema, a Poesia, a Fotografia e as Artes Plásticas no Municipio, através de projetos específicos de intervenção.